Quanto custa viajar por conta própria para o Egito?

Quanto custa viajar para o Egito? Depende! A primeira coisa que você precisa saber é qual o seu perfil de viajante.

Não sabe qual é? Então saiba qual é o nosso. Baseado nesse perfil te direi quanto custa viajar para o Egito mais à frente!

Perfil de viajante: aventureiro e econômico!

Hospedagem

A hospedagem é um lugar para dormir e tomar banho após um dia cansativo na rua. É um local onde passamos no máximo 10h do nosso dia.  Logo, ele precisa ter uma boa localização, ser limpinho, ter uma boa cama e um bom chuveiro.

Não fazemos questão que tenha café da manhã incluído (apesar de adorarmos café da manhã de hotel!), pois isso costuma encarecer as diárias, especialmente no exterior.

Preferimos quartos privados com banheiros privados, mas não nos importamos de uma noite ou outra ficar em um quarto compartilhado ou dividir banheiro com outros hóspedes. Afinal, um dos nossos hobbies é acampar!

Alimentação

Gostamos de comer onde os locais comem, de experimentar a verdadeira gastronomia local. Se o lugar tá cheio de locais, certeza que a comida é boa e barata! E não me lembro de ter nos decepcionado nesses lugares. Raras vezes tivemos dor de barriga, mas nada grave.

Quanto custa viajar para o Egito - alimentação
Único problema era ler o cardápio em árabe!

Mercados municipais, por exemplo, nos restaurantes que servem os trabalhadores do local, são excelentes lugares para ter uma boa refeição por preços honestos. Raramente vamos em restaurantes, lanchonetes turísticas.

Usualmente tomamos um café da manhã reforçado e jantamos. Se o hotel não tem café da manhã, passamos no mercado para comprar ingredientes para o café da manhã e lanchinhos para enganar o estômago ao longo do dia.

Almoçar/jantar fora em locais com moeda forte são exceções. Nestes lugares, até mesmo o jantar é preparado na hospedagem. Já naqueles com moeda fraca podemos fazer todas as refeições na rua, como ocorreu no Egito. Mas não confunda taxa de câmbio com moeda fraca e forte – veja se realmente o país é barato para comer.

Locomoção

Usamos muito transporte público e nossas pernas. Não raro caminhamos pelo menos 15km no dia! Uber usamos só quando não há opção viável (ou compreensível!) de transporte público.

Economia sem perrengue!

Viajar já é um luxo (especialmente em tempos de dólar acima dos 5 reais). Tudo o que pudermos economizar, sem passar perrengue e nem vontade, faremos!

Assim, economizamos em hospedagem, transporte e alimentação para gastar com passeios e experiências.

Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Vale de Agabat no incrível Deserto Branco

Atrações turísticas fazem parte do roteiro, lógico, mas gostamos de incluir pontos menos conhecidos, menos visitados, totalmente fora da rota!

Quer um exemplo? As incríveis ruínas de Dara, em Mardin, Turquia.

E lógico, não me coloca um vinho na frente que eu perco o controle. Isso sim eu quero luxo!!!

Então vamos ao que interessa?

Quanto custa viajar 15 dias pelo Egito por conta própria?

Aqui o “conta própria” quer dizer que fechamos todos os passeios, guias, hospedagens e deslocamentos por conta própria, sem ajuda de nenhuma agência ou guia que venda pacotes fechados.

Mas também quer dizer que algumas atrações visitamos sozinhos, sem guias, como as de Cairo e Alexandria.

Veja como ficou nosso roteiro de 15 dias pelo Egito, o qual utilizei como base para roteiros de 7, 10 e 12 dias.

Quanto custa viajar para o Egito

Observações:

  • Passagens aéreas, cerca de 50% da hospedagem e do item “outros” foram pagos em reais;
  • Os demais gastos equivalem a cerca de U$2000,00.

Quanto custa viajar para o Egito – Passagens aéreas

Usualmente as passagens para o Egito custam R$ 3500,00 ou mais por pessoa. É muito raro sair super promoções para lá, então essa que peguei por cerca de R$ 3100,00 por pessoa foi um bom custo benefício, especialmente porque foi para fevereiro, mês de alta temporada.

Quer ficar por dentro dessas e outras promoções? Dá uma olhada nos meus apps e sites de viagem preferidos!

As passagens foram pela Qatar Airways, uma das melhores cias aéreas do mundo, com curta conexão em Doha.

Gostaria de ter feito um stopover. Contudo, quando compramos as passagens, o país ainda estava com as fronteiras completamente fechadas face à pandemia. Achei melhor não arriscar.

Quanto custa viajar para o Egito – Hospedagem

Hospedagem no Egito é bem barata para quem busca o básico. Em contrapartida, se você é mais exigente, o valor não irá variar muito em relação a outros países.

Selecionamos hospedagens boas e baratas no Egito, que se adequaram muito bem ao nosso perfil. Em média pagamos R$ 115,00 a diária para o casal.

Quanto custa viajar para o Egito - hospedagem
Hospedagem com vista e gato? Em outras palavras – perfeição!

Importante:

  • O valor na planilha é referente a 9 diárias;
  • Quatro diárias estavam incluídas nos tours;
  • Duas noites estávamos em deslocamento, então dormimos no trem/ônibus (outro jeito de economizar tempo e dinheiro).

Quanto custa viajar para o Egito – Transporte

Neste quesito entram todos os gastos que tivemos com deslocamento:

  • Traslado privativo de e para o Aeroporto de Cairo;
  • Uber em Cairo, Hurghada e Alexandria;
  • Ônibus intermunicipal entre Hurghada e Alexandria, e entre Alexandria e Cairo;
  • Shuttle (“lotação”) em Hurghada;
  • Metrô no Cairo.
Quanto custa viajar para o Egito - transporte
Metrô no Cairo

Aqui também tenho algumas observações. Alguns pacotes incluíam o deslocamento (valor discriminado em “tours”). São eles:

  • Desertos Negro e Branco;
  • Cruzeiro
    • Trem noturno Cairo – Aswan
    • Deslocamentos em carro privado em Aswan e Luxor
    • Ida e volta para Abu Simbel
    • O próprio deslocamento do cruzeiro entre Aswan e Luxor
    • Ônibus Luxor – Hurghada
Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Cruzeiro pelo Nilo

Quanto custa viajar para o Egito – Alimentação

No Egito comemos em restaurantes, lanchonetes e comida de rua, onde encontramos poucos turistas.

Quase todas as nossas hospedagens incluíam café da manhã. Aquelas que não incluíam, compramos coisinhas no mercado para prepará-lo.

O valor das nossas refeições variou entre R$4,50 (3 sanduíches de falafel em carrinhos de rua – saudades desses sanduíches maravilhosos) a R$45,00 (dois Shawarma de carne com batata frita e 2 refrigerantes em um fast food).

Local mais barato e mais caro, respectivamente

Mas o prato que mais gostamos e repetimos foi o Koshari, um prato típico egípcio que leva arroz, lentilha, grão de bico, macarrão, cebola fritinha e molho de tomate. A gente pedia duas cumbucas com uma bebida e pagávamos somente R$ 20,00. E o negócio deixava a gente satisfeito pelo dia todo! Sem contar que era uma delícia!

Quanto custa viajar para o Egito - alimentação
Melhor custo benefício

Também aqui algumas refeições estavam incluídas em alguns pacotes como:

  • Desertos Negro e Branco;
  • Cruzeiro;
  • Mergulho no mar vermelho.

Quanto custa viajar para o Egito – Tours

Decerto vocês já puderam notar que o que pesa mesmo no orçamento da sua viagem para o Egito são os passeios. E olha que consegui reduzir bastante este valor, pois fechei todos os passeios somente quando cheguei no Egito, podendo negociar.

Os passeios que fechamos foram:

Desertos Negro e Branco – U$240,00 o casal – incluídos:

  • Traslado de carro do Cairo até Bahariya;
  • 3 refeições (almoço, jantar e café da manhã);
  • Carro 4×4;
  • Taxas do parque;
  • Acampamento;
  • Motorista/guia, tudo isso compartilhado com somente uma terceira pessoa .
Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Crystal Mountain

Carro privativo com motorista para Saqqara, Memphis e Complexo de Giza – U$50,00 o casal;

Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Saqqara

Cruzeiro pelo Nilo de 4 dias e 3 noites (navio Sapphire), de Aswan para Luxor – U$ 700,00 o casal – incluídos:

  • Traslado para estação de trem no Cairo;
  • Transporte Cairo-Aswan e Luxor-Hurghada;
  • Pensão completa;
  • Carro e guia privados em Aswan e Luxor;
  • Guia compartilhado em Kom Ombo e Edfu;
  • Abu Simbel com carro e guia compartilhado;
  • Voo de balão em Luxor com traslado;

Aswan, Luxor e Kom Ombo

2 dias de mergulho autônomo em Hurghada – U$260,00 o casal – com:

  • Traslado;
  • Todo o equipamento;
  • Almoço e lanche da tarde, com bebidas;
  • Instrutor.
Quanto custa viajar para o Egito - passeios

Quanto custa viajar para o Egito – Ingressos das atrações

Seja fechando o pacote com uma agência ou guia, comprando os passeios separadamente, fora do Egito ou somente quando lá chegar, nenhum deles incluirá o valor dos ingressos para as atrações, que serão pagos no local.

Confesso que subestimei o valor dos ingressos das atrações no meu orçamento, somente quando somei todos os valores que percebi como foram caros.

Os locais que visitamos e os valores dos ingressos foram:

Quanto custa viajar para o Egito - passeios

Sem dúvida há muitas outras atrações, além de ingressos especiais opcionais, como:

  • Entrada na parte interna da grande pirâmide em Giza– EGP 400;
  • Tumba de Ramesses V e VI – EGP 100; Tumba de Seti – EGP 1000 e a tumba de Tutankhammun – EGP 300, no Vale dos Reis em Luxor.

Quanto custa viajar para o Egito – Gorjetas

Esse foi o quesito que mais me incomodou pagar. Compreendo que o país seja pobre, que muitos vivem de turismo, mas a gorjeta, que deveria ser paga quando você gosta do serviço prestado e no valor que quiser, é muitas vezes imposta de forma intimidadora e ai de você se não der o que eles querem.

Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Mesquita Ibn Tulun

Os motoristas e guias ficavam dando indiretas. Alguns demos gorjeta sem problema algum, outros bem a contragosto, assim como alguns simplesmente fizemos a egípcia, saímos correndo e não demos nada!

Nos restaurantes a gente dava os 10% sem problema. No cruzeiro demos para o camareiro que era muito gente boa, mas tem aquele envelope no final do passeio, que os concierges abrem sem discrição quando você entrega.

Situações desagradáveis

Me senti muito desconfortável com várias situações, principalmente quando “pediam” gorjeta na porta dos banheiros das atrações que eu já havia pagado um ingresso para entrar.

Eu sempre levava meu papel higiênico, álcool em gel e somente precisava de um vaso sanitário de um banheiro que muitas vezes nem estava limpo. Paguei essa “gorjeta” somente uma vez no último dia de viagem, sob os protestos de muitos (as) guardiães de papel toalha!

Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Museu Egípcio

Teve um caso com um carregador de malas que arrancou, literalmente, a mala da minha mão e ficou bravo com a gente porque só tínhamos 2 EGP para lhe dar (as outras notas eram de 100 EGP). Ele com certeza nos xingou de tudo quanto é nome. Nós pegamos o dinheiro de volta. Mas nosso guia acabou dando dinheiro para ele.

Nos ônibus intermunicipais, as pessoas que colocavam a sua mala no bagageiro também queriam gorjeta para fazer algo que não nos deixavam fazer. Teve um que quis cobrar pela etiqueta de identificação da mala, algo gratuito, mas não caímos nessa.

Então, as dicas que deixo são:

  • Não se deixe intimidar. Se não gostou do serviço, não concorda em dar “gorjeta” naquela situação, simplesmente não dê.
  • Não deixe ninguém pegar suas malas por você, caso não queria dar gorjeta, para ainda não ter que se estressar com gente mal educada;
  • Se ao dar gorjeta a pessoa pedir mais, não dê, você tem que dar aquilo que te deixa confortável. Se ainda assim ela continuar reclamando, pegue o dinheiro de volta e siga seu rumo;
  • Jamais entre no papo de quem te abordar na rua ou nas atrações. Simplesmente ignore. Até policiais dentro de atrações vão te pedir gorjeta depois de te dar informações ou de apontar aleatoriamente dois ou três hieróglifos;
  • Se você respirar perto de alguém ela vai querer gorjeta. Evite até pedir informação.
Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Cidadela de Qaitbay – Alexandria

Quanto custa viajar para o Egito – Outros

Por fim, mas não menos importante, neste quesito estão incluídos:

  • Visto – U$25,00 por pessoa;
  • SIMcards – compramos dois da operadora Orange por 150 EGP com 16GB de internet. Funcionou super bem no país inteiro, ainda mais que tinha uma promoção que eles não contam no aeroporto, mas que nos contaram em outra loja, de usar um código USSD toda vez que trocar de cidade pra resetar o bônus de internet. Até mesmo nos Desertos Negro e Branco pegou 3G e 4G esporadicamente;
  • Exames de PCR – para sair e voltar para o Brasil. Aqui pagamos R$ 270,00 pelo PCR e lá pagamos 250 EGP pelo antígeno, por pessoa (inesperadamente, o teste de ida foi uma falha de comunicação com a Qatar, os vacinados não precisavam);
  • Poucas compras que fizemos por lá.
Quanto custa viajar para o Egito - passeios
Templo de Hapthesup – Luxor

Como levar dinheiro para o Egito

Surpreendentemente, são poucos os estabelecimentos que aceitam cartão de crédito/débito. Ainda, aqueles que aceitam cobram 3% de taxa.

Então o jeito é levar dinheiro em espécie, dólares, euros ou libras esterlinas, e trocar lá por libras egípcias nos bancos ou caixas eletrônicos de hotéis.

Mas há também uma outra opção, que infelizmente só fui conhecer depois que voltei do Egito, que é abrir uma conta de libras egípicas no Wise.

A wise é uma plataforma online que permite que você abra uma conta internacional multimoeda sem cobrança de taxa de manutenção e nem de inatividade. Você pode abrir subcontas de até 50 tipos de moedas, desde as mais usuais de dólar, euro e libra esterlina, mas também de outras moedas, como a libra egípcia.

Assim, chegando no Egito você só precisará passar em um ATM e fazer um saque já em libras egípcias. Os dois primeiros saques de até R$1400,00 (valor correspondente) são gratuitos, os demais a taxa é de R$6,50 por saque.

Por certo, se soubesse disso antes, teria economizado bem mais nesta viagem.

Gostou? Então abra sua conta na wise por esse link que o spread e o IOF da sua primeira remessa no valor correspondente de até R$3000,00 é por minha conta, ou melhor, pela wise!!

Outros destinos no continente africano

África do Sul

Namíbia

11 Comentários

  • Bruna Santoro

    Oi! Primeiramente, amei seus posts do Egito! Estou lendo tudo e está me ajudando demais a esclarecer várias dúvidas e montar um roteiro para ir por conta própria.
    Queria te perguntar os nomes/contatos das empresas/guias que vocês utilizaram, como por exemplo para o deserto negro..Essa é a minha maior dificuldade, saber em quais empresas posso confiar!
    Muito obrigada 🙂

    • barbaracortat

      Olá, Bruna! Fico feliz que esteja te ajudando!!
      Então, todos os passeios eu fechei nos hostels que ficamos. Do deserto negro e Branco fechei no Cairo Hub Hostel. O Cruzeiro com todos os guias, traslados e passeios fechei no Abdeen Palace Hostel. Se não me engano eu deixei os contatos no post sobre as hospedagens do Egito.
      Só o mergulho em Hurghada fechei direto com a empresa – tem post completo já sobre essa experiência com todos os contatos.

  • Bruna Santoro

    Passando para deixar mais um comentário especial para o gatinho lindo da foto.. espero que eles esteja lá quando eu chegar kkkkkkkkk

  • Paulo

    Muito bom ver sua descrição e ver que dá pra fazer muita coisa por conta. Se tem uma coisa que não gosto e andar igual formiguinha em excursão. Mas sei que são necessários vários “passeios” ainda mais pra mim que decide não fazer o Cruzeiro, pra curtir melhor as cidades. Foi tranquilo fechar passeios lá, seja em hotéis em agências locais? Na internet, boa parte das agências/guias que achamos querem enfiar um pacotão completo. Reservei inclusive um dia no meu roteiro pra resolver os passeios, com medo de ter alguma dificuldade nisso kkk

    • barbaracortat

      Olá, Paulo. Foi super tranquilo fechar os passeios, fizemos tudo quando chegamos no Cairo e, como você, também reservamos o primeiro dia para isso, para fechar tudo. A gente foi só com a primeiro noite reservada, mais nada! Eu detalhei o roteiro nesse post: https://experienciabarbara.com.br/roteiro-egito-conta-propria
      Nenhum dos lugares onde cotei forçou nenhum pacotão, consegui fechar passeio por passeio. Só o cruzeiro mesmo que foi um pacotão, mas por nossa opção. E se pudesse voltar no tempo, não o teria feito. Achei que o cruzeiro não valeu a pena.
      Conhecemos um casal de franceses que contratou um carro, não lembro se com guia, por 75 dólares o dia o casal para fazer de Aswan a Luxor. Não tenho dúvidas que aproveitaram muito mais que a gente.

  • Alessandra Morgan Roncato

    Olá Bárbara!
    Gostei muito do seu roteiro, pois é muito parecido com o que pretendo fazer ano que vem. Minha viagem está marcada para a segunda quinzena de janeiro.
    Se não for muito abuso meu, você teria os links e contatos dos seguintes passeios: cruzeiro no Nilo e Deserto Branco e Negro.

    Desde já agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: