Brasil,  Brumadinho,  Minas Gerais,  Road Trip

Brumadinho – Inhotim e algo mais!

Brumadinho remete a… tragédia que ocorreu em janeiro de 2019, mas também a Inhotim. Acredito que a maioria tenha ficado entre essas duas opções.

Realmente, a região e a população sofreram muito com esse acidente, assim como o turismo.

Mas a cidade tem muito mais a oferecer. Brumadinho é conhecido por suas belezas naturais e também pela sua diversidade cultural e gastronômica.

É seguro viajar para Brumadinho?

Sim! As regiões turísticas ficam longe dos locais atingidos pelo rompimento da barragem.

Além disso, a água consumida nestas regiões não foi atingida pelos resíduos contaminados. Logo, não precisa se preocupar com o que ingerir por lá!

Ah! Mas o que mais tem para fazer em Brumadinho além de Inhotim?

Produção artesanal

É possível visitar fazendas centenárias para conhecer o processo de produção artesanal de cachaça, dentre elas a Destilaria Pedra do Cedro, fábricas de doces, queijarias e de cervejas artesanais.

Airbnb Brumadinho
Tudo nessa mesa foi feito por produtores locais!

Casa de Fundição Falsa

Também conhecida como Casa de Moeda Falsa do Paraopeba ou, ainda, Fábrica do Paraopeba.

Casa de Fundição Falsa - Brumadinho
Fonte: Wikipedia
Autor: Glauco Umbelino

Este local é um sítio arqueológico de uma fundição clandestina de moeda ativa durante o auge do Ciclo do Ouro no século XVIII, que surgiu com o intuito de driblar o fisco da Coroa Portuguesa.

O local se encontra no alto da Serra da Moeda, no povoado de São Caetano da Moeda.

Ruínas do Forte de Brumadinho

É uma enorme edificação construída com rochas, também no século XVII, situado na Serra da Calçada.

Quilombo do Sapé

Localizado a cerca de 30 km do centro de Brumadinho, no distrito de São José do Paraopeba, o quilombo do Sapé é uma comunidade de negros que se reuniram no local após a abolição, mantendo seus costumes e tradições até dos dias de hoje.

Fazenda dos Martins

Pertinho do Quilombo do Sapé, está localizada a Fazenda dos Martins, construída em 1730, sendo uma das habitações rurais mais antigas de Minas Gerais.

Sua construção estaria relacionada à história do Quilombo do Sapé e teria sido erguida por escravos.

Estação Ferroviária de Brumadinho

Inaugurada em 1917, possibilitou a chegada dos primeiros habitantes do povoado, atual região central de Brumadinho.

Estação Ferroviária de Brumadinho
Fonte: minasgerais.com.br

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Piedade

Construída em 1713 em arquitetura colonial, a Igreja corrobora a tese de que a região teria sido uma das primeiras vilas de Minas Gerais.

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Piedade - Brumadinho

Atualmente passa por uma restauração, então não é possível visita-la internamente.

Trilhas e Mirantes

São diversas as opções para os amantes de trilhas e de contemplação a natureza.

Inhotim Brumadinho

Uma das trilhas leva à Cachoeira das Ostras. Apesar da queda ser baixa, possui um grande poço para refrescantes mergulhos! Ali pertinho fica também a Cachoeira da Pedra Furada.

Dentre os mirantes mais famosos estão os localizados no Parque Estadual do Rola-Moça: Mirante Morro das Três Pedras, Mirante do Planeta e Mirante Morro dos Veados.

Tem também o Mirante do Topo do Mundo considerado um dos melhores locais do Brasil para a prática de voo livre.

Nosso roteiro de 1 noite e 1 dia

Chegamos em Brumadinho embaixo de chuva, já no começo da noite. Fizemos check in na Casa da Horta e fomos jantar no Bistrô Mendes, cerca de 200 metros do nosso Airbnb. Foi recomendação da Dona Janete, nossa anfitriã.

Bistrô Mendes

O Bistrô Mendes abre somente à noite, a partir das 19h. Possui um cardápio variado com um pouco de influência da culinária mineira.

Pedimos um bife de ancho e um risoto de costelinha que estavam uma delícia. Para acompanhar, a cerveja artesanal local, Bebrum, muito saborosa!

Ah! Mas não esqueça de escolher o ponto do seu bife. Nós esquecemos e veio um pouco mais passado do que preferimos.

Um dia para Inhotim!

O dia seguinte foi todinho reservado para visitar Inhotim, que ficava pertinho do centro de Brumadinho e do nosso Airbnb. O local é um misto de jardim botânico e museu de arte contemporânea, com obras de arte de artistas nacionais e internacionais.

Mesmo que você não goste ou não entenda muito de arte contemporânea (que é o meu caso), é um lugar que você precisa visitar. A integração da arte com a natureza é incrível.

Se tiver dúvidas sobre as obras de arte, todas possuem placas explicativas. Nas galerias, há monitores para nos explicar (ou ao menos tentar) qual era a mensagem que o artista queria passar.

Quanto tempo reservar para a visita?

Reserve ao menos um dia inteiro. Nós chegamos um pouco antes do local abrir e saímos quando estava fechando. Porém, vale ressaltar que não nos prolongamos muito nas galerias.

No entanto, o recomendável é reservar pelo menos dois dias, principalmente se você tem interesse por esse tipo de arte.

A pé ou de carrinho

Nós andamos quase 11 km lá dentro (sim, nós contabilizamos!). Estamos acostumados a andar bastante. Cansamos mais pelo calor medonho que fazia no dia.

Inhotim Brumadinho

Conseguimos passar por todas as galerias e obras de arte, sem pressa, fazendo tudo a pé.

Contudo, se você não tem toda essa disposição, há opção de transporte interno em carrinhos elétricos, pagos à parte, com paradas estratégicas ao longo de todo o parque.

Seja qual for a forma escolhida, use sapatos e roupas confortáveis! Um chapéu e protetor solar são bem-vindos!

Aproveite os bancos feitos com troncos de arvores para descansar sobre uma dessas obras de arte!]

Inhotim Brumadinho

Ah! Próximos aos pontos de parada do transporte interno há bebedouros com água geladinha e tomadas, caso sua bateria acabe com tanta foto!

Inhotim Brumadinho

Não esqueça de levar sua garrafinha reutilizável para se manter hidratado. O planeta e sua saúde agradecem!

Vale a pena?

Muitas coisas não gostei, algumas talvez por não ter entendido o que o artista queria transmitir (às vezes me sinto vítima de estelionato quando vejo algumas obras de arte contemporâneas).

Mas também muitas outras me impressionaram e sai de lá bastante satisfeita com a experiência como um todo.

Mesmo sem as obras de arte, Inhotim é maravilhoso. Valeria só pelas vistas e pelo paisagismo.

O ingresso na época custava R$ 44,00. Às quartas a entrada é gratuita, mas você precisa retirar o ingresso antecipadamente.

O valor do ingresso, num primeiro momento, pode até parecer caro, mas é justo pelo que oferecem. A gente paga tão mais caro por atrações menos legais fora do país…

Para maiores informações, acesse o site oficial.

Outras dicas úteis

Aconselho levar uma frutinha, um pão de queijo, nada em exagero, para enganar o estômago ao longo do dia. Achei os preços dos restaurantes nada convidativos. Tome um café da manhã reforçado!

Leve roupa de banho! Quê??!?!! Siiim! Há uma obra de arte “nadável” (identificada no mapa por A15) no meio daquilo tudo, bastante convidativa no dia quente que visitamos!

Inhotim Brumadinho

Aproveite a galeria Cosmococa para dar uma descansada no meio da ladeira. Lá dentro tem redes, colchões e até outra piscina, que tava fechada quando fomos. Você precisa tirar os sapatos para acessa-la (escolha bem suas meias!!!).

Outro atrativo das galerias é o ar condicionado. Aproveite para arrefecer um pouco!

Tem bastantes banheiros no parque.

Visite Brumadinho, não só Inhotim!

Por falta de tempo (planejamento também…) e pela recentidade do nosso acidente, muitas das atrações aqui listadas não pudemos visitar. Com certeza retornarei a Brumadinho para conhecê-la além de Inhotim, que sim, é incrível e todo mundo deveria ir!

A cidade, além de ter sofrido com a tragédia, está sofrendo bastante com a queda do turismo desde o rompimento da barragem.

Mais que nunca, a população está de braços abertos e com um sorriso no rosto esperando sua visita! Vá e aproveite! Prometo que não irá se arrepender!

Minas Gerais

Esse foi o segundo dia da nossa road trip pelas cidades históricas de Minas Gerais.

Saiba mais sobre nossos outros dias nos posts sobre Pouso Alegre, Mariana e São João del Rei.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: