Geyser del Tatio – o melhor da madrugada!

O Geyser del Tatio é um dos passeios mais procurados do Deserto do Atacama. Isso se deve ao fato de ser uma formação de origem vulcânica não muito comum, encontrada em poucos países no mundo.

Geyser del Tatio no Atacama

Mas o que é exatamente um geyser (ou gêiser, aportuguesado)?

É uma abertura no solo terrestre por onde ocorrem erupções periódicas de água e vapor em altas temperaturas.

A formação dos gêiseres requer uma hidrogeologia favorável (existência de rochas e lava vulcânica sob o solo, uma fonte de água e fissuras no solo que permitam a passagem da água), a qual existe em poucos locais no mundo.

A água é aquecida até atingir seu ponto de ebulição, passando por entre as fissuras de forma violenta, formando colunas de água e vapor que podem atingir 80 metros de altura e temperatura acima dos 70°C, em alguns casos.

Geyser del Tatio no Atacama

Com o passar do tempo, os minerais dissolvidos na água vão se depositando nas paredes das fissuras, que então tornam-se permanentes, dando origem ao gêiser.

Pelo menos metade dos gêiseres do mundo são encontrados em Yellowstone, nos EUA, e os demais na Islândia, Nova Zelândia, Rússia e no Chile, como o Geyser del Tatio!

Geyser del Tatio

Localizado a cerca de 90 quilômetros de San Pedro de Atacama (SPA) e a 4320 metros de altitude, o Geyser del Tatio é o maior do hemisfério sul e terceiro maior do mundo.

Geyser del Tatio no Atacama

Suas águas chegam a 85°C graus, temperatura que a água entra em ebulição nesta altitude, e as colunas d’água fervente podem atingir 10 metros de altura!

Geyser del Tatio no Atacama

Quanto menor a temperatura ambiente, o vapor de água condensa mais rápido, e melhor serão visualizadas as colunas. Por isso que esse passeio inicia tão cedo. Geralmente nos pegam no hotel entre 4 e 6h da manhã, para chegarmos no Geyser del Tatio antes do nascer do sol.

Como foi nossa experiência

Gente, tava frio!!! Eu estava bem protegida no tronco, braços e pés, mas não nas pernas. Fiquei um pouco incomodada com o frio até o sol nascer. E olha que só pegamos temperatura de -8°C. Nem era tão frio assim, pois no inverno pode chegar aos -20°C!!!

Geyser del Tatio no Atacama
Empacotados!

Porém, inegavelmente valeu cada segundo de frio! O Geyser del Tatio é um espetáculo. Ficamos até a hora do nascer do sol caminhando por entre as trilhas demarcadas, apreciando cada jato de água e vapor e, lógico, nos aquecendo perto deles, mas não muito perto!

Muito importante: nunca saia das trilhas demarcadas, assim como não se aproxime demais do vapor. Você pode se queimar gravemente ou até mesmo morrer em caso de acidente.

Geyser del Tatio no Atacama

Reza a lenda que uma turista, fazendo selfie, chegou perto demais, tropeçou e caiu no geyser. Consequentemente, morreu pela gravidade das queimaduras. Seu marido teria ficado gravemente queimado ao tentar salvá-la.

Realidade ou não, não são raros os casos de pessoas que se deram mal por querer fazer aquela foto. Sua vida não vale meia dúzia de likes, não é?

Assim que o sol começou a aparecer por entre as montanhas, fomos tomar café da manhã, incluso no passeio. Um alívio quentinho e muito gostoso, ainda mais que tinha doce de leite!!

Geyser del Tatio no Atacama

Na época que fomos, o Pozon Rústico, nada mais que termas em meio aos geysers, ainda estava em construção ou em reforma. Atualmente, faz parte do roteiro pelo Geyser del Tatio.

A piscina fica em frente à edificação

Porém, todavia, entretanto…

Assim que terminamos o café da manhã, nosso guia nos disse que iria nos levar em um lugar melhor e com menos turistas. Em um primeiro momento achei incrível, mas percebi que saímos do parque, sendo que só havíamos visitado um ponto dele…

O local que ele nos levou era bonito, tinha um geyser em meio a um bofedal, mas não era aquela coisa que explodia, sabe? Fiquei muito decepcionada.

Acabamos subaproveitando o ingresso bem caro do parque do Geyer del Tatio…

Refletindo

Outras paradas do passeio

Povoado de Machuca

Nossa parada seguinte foi no povoado de Machuca, um pequeno povoado a 4 mil metros de altitude, provavelmente um dos últimos remanescentes do deserto do Atacama. Sua população gira em torno de 40 habitantes, mas somente 7 vivem na vila.

Povoado Machuca no Atacama

São apenas duas ruas em terra batida, com casinhas em adobe (pau-a-pique) e teto de palha e uma igrejinha no alto do morro.

Povoado Machuca no Atacama

Não é necessário muito tempo para percorrer toda a vila, mas ficamos um pouco receosos de ir até a igrejinha porque o guia deu pouco tempo para a gente ali. Inegavelmente ele estava mais interessado em ganhar a parte dele na venda dos espetinhos de llama, pois nos levou diretamente neles e ficou lá conversando.

Nós preferimos dar uma volta rápida no povoado e observar a paisagem, ao invés de enfrentar a fila do espetinho. Não pela carne em si, porque já tínhamos comido carne de llama anteriormente. Mas não estávamos com vontade naquele momento.

Povoado Machuca no Atacama

Caso você nunca tenha experimentado, é uma boa chance de experimentar uma carne muito gostosa! Só não é melhor que a de alpaca!

Talvez se a gente tivesse seguido o cronograma normal, a parada nesse povoado costuma ser próximo da hora do almoço. Daí teríamos fome. Além do espetinho de llama, tem também empanadas e outras comidinhas.

Não deixe de observar o bofedal de Machuca, onde há diversos flamingos.

Mirador Putana

Deste mirante podemos ver um bofedal e ao fundo o vulcão Putana.

Cânion do Rio Puritama

Fizemos uma breve parada na estrada de onde era possível ver do alto o cânion do Rio Puritama.

Nessa região ocorrem duas outras atividades conhecidas do Atacama: a trilha do Guatin, que percorre parte do cânion, e as Termas de Puritama.

Veja como ficou nosso roteiro de 7 dias pelo Atacama e outros passeios que você pode incluir no seu roteiro.

Retorno a SPA

Chegamos no centro de SPA por volta das 11-11h30. Mais de uma hora antes da hora prevista para o término do passeio.

Imagina se não bufei com isso, ainda mais depois que alguém comentou que o guia tinha apressado o passeio para pegar gente no aeroporto…

Fui na agência, reclamei horrores e recebemos somente um pedido de desculpas. De nada me adiantava, afinal não é todo dia que posso fazer esse passeio que, além disso, não é nada barato.

Os passeios de SPA têm esse problema, muitas agências terceirizam tudo, então você sempre pode dar azar de fazer um passeio ruim.

Considerações Finais

Agência Atakama Cultura Aventura – Nota 2, pelos motivos já explicados.

Passeio – Imperdível! Tem que estar no seu roteiro.

As saídas ocorrem entre 4-6h, com retorno entre 13-14h, dependendo da época do ano.

Variação de temperatura – Na primeira parada entre -20 a -5°C e na última parada, 25°C.

Geyser del Tatio no Atacama

O que levar:

  • Vista-se em camadas (no mesmo dia você pega muito frio e muito calor) – casaco corta vento e quentinho, luva, cachecol, gorro. Use roupas e sapatos confortáveis;
  • Protetor solar e protetor labial;
  • Água
  • Dinheiro trocado (pesos somente) para pagar a entrada (10 mil pesos), se já não estiver incluído no seu pacote;
  • Roupa de banho (já vá com ela por baixo e leve uma troca de roupa íntima), toalha ou roupão, chinelos, caso pretenda entrar nas termas (algumas agências oferecem roupão e chinelos aos clientes).

Dá para fazer por conta? Sim.

Mais sobre o Atacama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: