Bate e Volta,  Santos,  São Paulo

Santos além das praias – Roteiro pelo Centro Histórico

Quem nunca ouviu falar de Santos? É lá que fica o maior porto da América Latina, é a quinta cidade mais importante na economia brasileira e a décima colocada entre as cidades com melhor qualidade de vida, mas ela é mais conhecida pelos seus 7 km de praia onde encontramos o maior jardim de orla do mundo!

Mas você sabia que a cidade já foi o principal centro de negociação de café do Brasil, o que impulsionou seu crescimento não só econômico, mas também cultural e intelectual, sendo ali, por exemplo, um dos centros do movimento abolicionista?

Roteiro de 1 dia no Centro Histórico de Santos

O Centro Histórico de Santos é composto por edifícios e monumentos que representam diferentes períodos.

Desde sua fundação, em 1545, até meados do século XIX, Santos teve um crescimento lento. No entanto, a partir de 1850 com a chegada do café no estado de São Paulo e, principalmente, com a inauguração da ferrovia São Paulo Railway em 1867, a cidade sofreu um boom em sua economia. É nessa fase que se concentra a construção de seu rico patrimônio histórico, composto por casarões e palácios da época de ouro do café.

Organizado pela Cecília (Viajante Econômica) e com o apoio da Secretaria de Turismo da Prefeitura de Santos, Museu do Café e Monte Serrat fomos convidados a conhecer um pouco mais dessa história e esse foi o nosso roteiro:

Museu do Café

Inaugurado em 1998, tem como objetivo a preservação e divulgação da história do café no Brasil e no mundo.

Ele está instalado no palácio da antiga Bolsa Oficial de Café, inaugurada no centenário da independência. Logo que entramos já nos deparamos com o salão do pregão, onde eram realizadas as negociações dos preços das sacas de café. Destacam-se no salão a mesa principal e as setenta cadeiras emolduradas pelas telas “O Porto de Santos em 1822”, “A Fundação da Vila de Santos – 1545”, “O Porto de Santos em 1922” e belíssimo vitral no teto “A Epopeia dos Bandeirantes”, todas obras de Benedicto Calixto, este último não somente decorativo, mas também por onde entra iluminação natural no salão.

fachada

Você pode aproveitar também sua visita para fazer cursos e oficinas sobre preparo de café!

Bateu aquela fominha ou aquele desejo insaciável por café? Não se preocupe, lá dentro você encontra também a Cafeteria do Museu, com diversas opções de bebidas tendo como protagonista o café e você pode comprar para levar para casa grãos de diferentes regiões do país!

IMG_20200118_101446746

Nossa visita foi guiada pelo Pedro, que nos passava as informações de forma leve, clara e divertida!

Museu do Café - Roteiro de 1 dia no Centro Turístico de Santos
Nosso guia Pedro (ao centro, de camiseta azul)!

Programe-se

Reserve ao menos 2 horas para esse passeio.

Horário de funcionamento do Museu: Terça a sábado, das 9h às 17h e aos domingos, das 10h às 17h.

Entrada: R$ 10,00, aos sábados a entrada é gratuita. Policiais e funcionários da rede pública do Estado de São Paulo são isentos. Estudantes e idosos pagam meia entrada.

Passeio de Bonde pelo Centro Histórico de Santos

Ao término da nossa vista ao museu do café, iniciamos nossa caminhada pelo centro histórico rumo à nossa segunda parada do dia: o Bonde Turístico de Santos.

Caminhe pelo Centro Histórico de Santos!

Seguimos pelo calçadão da Rua XV de Novembro, onde você pode tirar um linda foto do edifício da Bolsa do Café, rumo à Rua do Comércio. Nesta última passamos por diversos edifícios, como a belíssima Casa de Frontaria Azulejada, construída em 1865, e que tem toda a sua fachada coberta por azulejos em alto relevo importados de Portugal!

O ponto de partida do bondinho é a Estação do Valongo. Projetada na Inglaterra e inaugurada em 1867 pela São Paulo Railway, possui linhas neoclássicas inspiradas na estação londrina Victoria Station. Curiosidade: é única construção de Santos preparada para a neve (oi??!).

O prédio foi construído para atender à linha São Paulo-Santos, uma das primeiras do Brasil, a qual é considerada uma das maiores obras de engenharia ferroviária do mundo por causa da inclinação da Serra do Mar.

IMG_20200118_114301413_HDR

O passeio guiado pelo motorneiro (“motorista” do bonde) e pelo condutor, ambos a caráter, passa por vários pontos de interesse histórico e cultural a bordo de bondes elétricos originais dos séculos 19 e 20 percorrendo 5km do Centro Histórico em cerca de 40 minutos.

Os veículos são procedentes da Escócia, Portugal e Itália, tornando Santos o primeiro Museu Vivo Internacional de Bondes da América Latina.

Em frente à estação encontra-se o Museu Pelé, instalado nos antigos casarões do Valongo, que conta a trajetória de Edson Arantes do Nascimento (entrada R$ 10,00) e ao lado esquerdo a Igreja e Santuário Santo Antônio do Valongo, datada de 1640, sendo uma das primeiras igrejas do Brasil (entrada gratuita). Parte do conjunto foi vendido e demolido para a construção da Estação do Valongo.

Nossa visita foi guiada pela Daniela, da Secretaria de Turismo, que nos contou um pouquinho da história e curiosidades dos locais por onde passávamos.

Monte Serrat - Roteiro de 1 dia no Centro Turístico de Santos
Olha a Dani aí (de preto, à frente)!

Programe-se

Reserve ao menos 3 horas para esse roteiro. Inicie com o passeio de bonde, para reconhecer a área, e depois se perca pelas ruas do centro e admire com mais calma!

Horário de funcionamento do Bonde: Ter – Sex: das 11h à 17h (saídas de hora em hora); Sab: 10h20 às 17h (saídas a cada 40 minutos); Dom e feriados: das 11h à 17h (saídas de hora em hora)

Entrada: R$ 7,00. Crianças com até 5 anos são isentas. Idosos, professores e estudantes pagam meia entrada.

Monte Serrat

Ao final do passeio de bondinho, seguimos a pé para o Monte Serrat. Você pode ir de carro também, há estacionamento gratuito na entrada.

Há duas formas de chegar ao topo do morro: subindo 402 degraus ou de funicular. Como ninguém precisava pagar promessa naquele momento, fomos de funicular!

No alto do monte encontramos o antigo cassino e o Santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira de Santos, este construído há mais de 400 anos. De lá temos uma vista maravilhosa de 360 graus da cidade, sendo possível ver também parte dos municípios de São Vicente, Cubatão e Guarujá.

IMG_20200118_132020230 d

O Monte Serrat teve grande importância na história santista, pois servia de abrigo à população quando a vila de Santos era invadida por piratas. Em 8 de setembro de 1614, os invasores acabaram soterrados e o milagre foi atribuído a Nossa Senhora, tornando-se em 1955 padroeira da cidade.

A construção do funicular iniciou em 1910, finalizando somente em 1927, devido à Primeira Guerra Mundial, já que todo o maquinário era importado da Europa.

Construída utilizando materiais nobres, a edificação do antigo cassino por muitos anos funcionou como casa de shows, recebendo artistas de renome, como Carmem Miranda. Abrigou também um cassino que funcionou até 1946, quando o jogo foi proibido no Brasil, e um cinema. Desde 1998 funciona como espaço para eventos sociais e culturais.

Nossa visita foi guiada pelo Seu José, um dos proprietários, que nos contou um pouco da história do local e alguns “causos”! Inclusive, foi com ele que aprendemos de onde surgiu o termo caipirinha. A população ao pedir aquela bebida destilada produzida no interior falava: me vê uma caipira! Se é verdade não sei, só sei que foi assim!

Monte Serrat - Roteiro de 1 dia no Centro Turístico de Santos
Nós e o Seu José (de camiseta amarela, à direita)!

Programe-se

Reserve ao menos 2 horas para esse passeio. Você vai querer ficar horas curtindo aquela vista maravilhosa!

IMG_20200118_135516472

Horário do Funicular e Antigo Cassino: Seg a dom das 8h às 20h, com saídas a cada 30 minutos; aos sábados, domingos e feriados, o intervalo é de 20 minutos.

Entrada: R$ 44,00 ida e volta. Idosos pagam meia entrada. Crianças até 8 anos são isentas se acompanhadas de adulto pagante.

Horário da Capela: Seg a dom das 9 às 17h45, entrada gratuita.

E meu roteiro pelo Centro Histórico de Santos, Barbara, como fica?

Minha sugestão é iniciar pela Bolsa do Café, seguir para o bondinho, passear pelo centro histórico, almoçar antes de seguir para o Monte Serrat. Ao final desse roteiro, siga para um dos quiosques na orla e curta um delicioso fim de tarde com pé na areia!

PS: Há zona azul no centro da cidade de Seg a Sex das 9 às 19h e Sab das 9 às 13h. Baixe o app e facilite sua vida na hora de estacionar!

IMG_20200118_191232611_HDR

Alguns pontos de interesse no Centro além dos já citados:

  • Igreja do Rosário
  • Casa de Câmara e Cadeia ou Cadeia Velha
  • Teatro Guarany
  • Palácio José Bonifácio – Prefeitura de Santos
  • Panteão dos Andradas e Igreja do Convento do Carmo
  • Monumento a Braz Cubas
  • Alfandega de Santos
  • Casa do Trem Bélico
  • Outeiro de Santa Catarina
  • Teatro Coliseu
  • Catedral

Sugestão de roteiro a pé. Pins em verde indicam locais com entrada paga.

Quer mais opções de bate e volta? Que tal Guararema? Quem sabe uma visita a uma vinícola em Jundiaí?

Blogagem Coletiva

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva sobre o Centro Histórico de Santos. Veja o que os outros blogs participantes escreveram:

Saiu na mídia

Agradecimentos

17 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: