Bolívia,  Road Trip

Salar de Uyuni – chegamos!!!

Chegou o dia tão esperado!!! Finalmente iríamos colocar nossos pezinhos no Salar de Uyuni!!!

Acordamos ainda de madrugada, estava muuuuito frio, temperatura abaixo de zero. O sono era enorme, porém não o suficiente para diminuir minha angústia com o ocorrido no dia anterior.

Carregamos nosso carro e na madrugada rumamos ao Salar!!

Salar de Uyuni – o maior deserto de sal do mundo

A planície do Salar de Uyuni mede cerca de 12 mil km² e foi formada, em um lento processo, pela evaporação da água de lagos que existiam na região. A maior parte do ano o Salar fica todo seco, quando podemos ver as formas geométricas de sal. Porém, no período chuvoso (verão – dezembro a março), você pode ter a sorte de encontrá-lo alagado formando um enorme espelho d’água. Sério, preciso muito voltar para ver isso!!!

Curiosidade: foi lá que foram filmadas as cenas finais de “Star Wars – Os Últimos Jedi”!!

Nascer do sol

Ficamos um bom tempo dirigindo sobre o Salar até que o Yony decidiu parar para assistirmos o nascer do sol.

Temos poucas fotos por dois motivos:

  • o Yu ficou brincando de bater recorde de distância de voo de drone, já que ali seria facinho encontra-lo caso a bateria acabasse (deram 10 km ida e volta!);
  • eu queria apreciar aquele momento incrível, indescritível e único.

Como viajamos no fim da primavera, o Salar estava seco. Cercado de sal, você perde a noção de espaço e tamanho. Enormes montanhas ao fundo parecem pequenas e próximas, mas estão a uns 200 km de distância.

Isla Incahuasi

Ficamos ao menos uma hora curtindo o nascer do sol, quando partimos para a Isla Incahuasi, uma ilha de cactos no meio do deserto de sal. A ilha ainda possui resquícios de corais, corroborando que ali havia água. A entrada custava Bs30 e é possível fazer uma trilha até o topo e ter uma vista de 360° do Salar de Uyuni. Aquela vista sem fim!

Aproveite para ir ao banheiro sem precisar fazer oferenda para Pacha Mama!! Enquanto a gente passeava pela ilha, o Yony preparou nosso café da manhã.

As famosas fotos em perspectiva do Salar de Uyuni!

Devidamente alimentados, fomos para um outro ponto do Salar para tirar as famosas fotos em perspectiva. Nesse horário o sol tava de rachar, refletindo loucamente no chão o que nos causou belíssimas queimaduras. Eu tava tão desorientada com o nosso perrengue bárbaro, que esqueci de passar protetor solar, coisa que mais li para não deixar de fazer…

Queria ter ficado mais tempo lá brincando. No entanto, nosso grupo, em média 10 anos mais novo que a gente, tava num desânimo total e queria ir embora… Fomos voto vencidos, mas deu para se divertir um pouco. Depois falam que velho que é sem pique…

Hotel abandonado e monumento Rally Dakar

Os próximos pontos foram um antigo hotel abandonado, onde há bandeiras de diversos países, e o monumento em homenagem ao Rally Dakar.

Rally Dakar Salar de Uyuni

Povoado de Colchani

Já na borda do Salar com a cidade de Uyuni, paramos no povoado de Colchani, onde há diversas banquinhas vendendo comida, artesanato, roupas, souvenirs.

Se você quer levar lembrancinhas e está numa viagem conjunta com o Atacama, deixe para compra-las neste ponto. Os objetos são os mesmos ou muito semelhantes, porém bem mais baratos que em San Pedro de Atacama (SPA)

Cemitério de Trens

O penúltimo ponto do dia foi o cemitério de trens, já na cidade de Uyuni, local onde há diversos trens abandonados e oxidados pela ação do tempo e do sal.

O lugar é bem interessante, nos faz pensar nos desperdícios… mas foi ali que percebi como a Bolívia é um país sofrido apesar de possuir tantas belezas naturais. Como tinha lixo naquele lugar, como a cidade de Uyuni era pobre, mesmo com o turismo tão presente.

Enquanto a gente passeava, o Yony preparou nosso almoço numa casinha e tivemos nossa última refeição em grupo. Foi um momento bem gostoso e quente (tava um forno dentro daquele lugar!).

De lá seguimos para o último ponto da viagem, a sede da agência do Yony no centro de Uyuni. Ali nos despedimos de 3 integrantes do nosso grupo, que seguiriam viagem pela Bolívia. Nós dois e a italiana ficamos aguardando o motorista que nos levaria de volta para SPA.

Voltando para San Pedro de Atacama

A viagem de volta a SPA teve somente uma parada na primeira hospedagem da ida. Desta vez ficamos em uma outra ala, mais moderna, com quartos e banheiros melhores. Ficamos em quarto privativo, pois éramos o único grupo naquela ala. Lá jantamos e seguimos viagem cedinho.

A parada para o café da manhã foi na Reserva Reserva Nacional da Fauna Andina Eduardo Avaroa.

Fomos deixados na fronteira, para dar saída do país, onde conhecemos o novo grupo que iria fazer o passeio com nosso motorista da volta. Era um grupo de portugueses, para quem contamos nossa história. Trocamos contato, eles nos disseram que tentariam encontrar nossa carteira. Não encontraram, mas foi um papo engraçado, pois a gente não entendia nada do que eles falavam (sério, português de Portugal é grego!!!).

Chegamos no centro de SPA por volta das 13h.

Faça a dobradinha Bolívia e Deserto do Atacama, você não irá se arrepender! Saiba como ficou nosso roteiro de 7 dias pelo Atacama e tudo que você precisa para organizar essa viagem incrível!

Considerações finais sobre nossa viagem do Atacama ao Salar de Uyuni

Agência Cruz Andina

Tirando o fato deles não terem nos avisado sobre o atraso na ida, nos rendendo uma estresse gigantesco, o restante foi ótimo. Superou nossas expectativas.

Saiba como chegamos nessa agência!

O Yony foi bastante responsável, atencioso, pontual, diferente de muitos relatos que lemos na internet.

Salar de Uyuni tour em grupo

A comida estava sempre bem servida e gostosa. Apesar do banheiro do primeiro dia, as demais hospedagens foram muito boas e confortáveis.

Vale a pena?

Demais!!! Pelo relatos que li, achava que o tour em grupo seria super desconfortável, mas a interação foi bem legal, mesmo com a grande diferença de idade. Foi uma oportunidade de conhecer novas pessoas e culturas.

Você precisa conhecer o altiplano boliviano e o Salar de Uyuni. São paisagens incríveis. Não vá como eu achando que só o Salar vale a pena. O caminho até ele é tão fantástico quanto!!

Os dois primeiros dias de viagem entre o Atacama e o Salar de Uyuni passam pelo Altiplano Boliviano.

Salar de Uyuni tour compartilhado

Dá para fazer por conta?

Dá até dá, mas é bom estar em pelo menos 2 carros. Alguns pontos não tem estrada demarcada, então pode acontecer de se perder. Não tem sinal de internet. Pode acontecer atolamentos ou outros problemas com o carro.

Todas as agências sempre fazem o passeio em ao menos 2 carros, exatamente para ter ajuda em casos de imprevistos.

Mas se decidir ir por conta (coisa que queremos fazer no futuro) prepare bem o carro com tudo que você poderia precisar em eventualidades!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: