Bate e Volta,  Guararema,  São Paulo

Um pulinho em Guararema-SP – Bate e volta

No último aniversário da minha mãe, ela pediu de presente um bate e volta. Li sobre vários lugares interessantes, mas a maioria era mais voltada para ecoturismo, coisa que ela não gosta tanto assim… Foi quando ela veio com a sugestão de Guararema-SP. Pesquisa aqui, pesquisa lá, percebi que Guararema tinha muito charme e fui me entusiasmando para a chegada daquele dia, ainda mais que as luzes de natal tinham sido recém-inauguradas!

Cortada pelas águas limpas do Rio Paraíba do Sul, Guararema conta com ilhas naturais, acessadas por charmosas pontes, onde você terá contato com a flora e fauna dos remanescentes da Mata Atlântica. Se impressione com igrejas construídas em meados do século XVII, tombadas pelo Patrimônio Histórico, uma Estação Ferroviária do final do século XIX e seu instagramável pontilhão de ferro inglês.

IMG_20191207_180414865_HDR

Achou pouco? Então não deixe de visitar durante o natal, quando a cidade se transforma com milhões de enfeites, todos feitos com material reciclável!

Onde fica a Guararema-SP?

Do centro de Sampa, são apenas 76 quilômetros, sentido São José dos Campos.

De carro, você pode acessa-la via Dutra ou Rodovia Ayrton Senna e Carvalho Pinto. Se não fosse pelo GPS doido que decidiu cortar caminho para não pegar pedágio (somente R$7,50 cada trecho), em uma hora a gente chegaria lá! Acabamos chegando umas 11h, quando o objetivo era ter chegado por volta das 10h…

Você também pode ir de ônibus com a companhia Pássaro Marrom, saindo da Rodoviária Tietê ou de trem e ônibus utilizando a Linha 11-Coral da CPTM. Desce na Estação Estudantes (estação final) e lá pegue um da EMTU até o Terminal Rodoviário de Guararema.

Quando ir?

O ideal é visitar somente aos sábados, domingos e feriados.

Por quê? O centro de Guararem-SP funciona todos os dias, no entanto a Vila de Luís Carlos só funciona nesses dias, quando a Maria Fumaça leva os turistas até lá.

Custam muito caro as atrações lá?

Para a nossa alegria, quase todas as principais atrações são gratuitas!!!

Quanto tempo ficar

Super recomendo um bate e volta, mas tente chegar o mais cedo possível, pois a maioria das atrações fecha no fim da tarde.

Caso vá durante o Cidade Natal, considere ficar até a noite, pois é quando a mágica acontece! Mas se prepare para pegar a cidade bem cheia.

Mas se quiser curtir as atrações e gastronomia com mais calma, dá para curtir um fim de semana na cidade.

Rotas turísticas sugeridas pela Prefeitura

– Rota Turística Paraíba: cortando a cidade pelo centro, ela conduz o viajante pela beira do rio Paraíba do Sul, passando por todos os atrativos naturais. Inclui pontos de cultura, lazer, artesanato e gastronomia.

– Rota Turística 66: proporciona aos viajantes um resgate histórico, te levando da Igreja Nossa Senhora da Escada até a Vila de Luís Carlos.

 O que visitar

 Bairro Freguesia

 – Paróquia Nossa Senhora da Escada

A Paróquia situa-se onde foi fundado o município lá no século XVII pelos Jesuítas, na época conhecido com Arraial da Escada. Originalmente construída pelos índios em 1652 e com novas incorporações feitas pelos franciscanos em 1732, sua arquitetura é tipicamente barroca, construída em taipa de pilão e pau-a-pique. É a única igreja do Brasil que possui a imagem de São Longuinho no altar, aquele dos três pulinhos!! Os guararemenses devem encontrar tudo o que perdem, com essa ajudinha extra.

Horário de funcionamento: Ter a dom das 9 às 17h.

IMG_20191207_120325012_HDR

– Memorial das Origens de Guararema-SP

O memorial representa os elementos formadores do povo Guararemense: indígenas, religiosos e colonos.

IMG_20191207_133158861_HDR

– O bairro é hoje o centro gastronômico de Guararema. Há diversos restaurantes ali no entorno da igreja e você pode contar com a ajuda do TripAdvisor para te ajudar a escolher onde ir!

Nós acabamos decidindo pelo Restaurante Mirante do Paraíba mesmo sendo um dos mais caros da cidade.

O restaurante possui diversos ambientes, um mais gostoso que o outro! Faça reserva ou chegue cedo. Conseguimos pegar uma das últimas mesas no deck! Tem música ao vivo. Se você ficar no deck, mais longe da música, você não precisa pagar couvert (ao menos não fomos cobrados!).

Pedimos uma traíra inteira sem espinho, uma porção de purê de batatas e uma de banana assada e serviu bem nós três! Ficou R$169,71 a nossa conta.

Orquidácea

Se você gostar de orquídeas, você precisa ir nesse lugar!

Guararema é conhecida como “A Cidade das Orquídeas”, por ser uma grande produtora da espécie.

Quando fomos em dezembro de 2019, estava havendo uma mudança de produtor, por isso, para acabar com seu estoque, estava tendo uma super liquidação de orquídeas e outras plantas por preços excelentes.

Se você entrar no site irá verificar que o horário de fechamento é às 16h. Mas o novo produtor nos disse que iria fazer um horário mais amplo nos finais de semana.

Igreja Nossa Senhora D’ajuda

Foi construída por volta de 1682 no alto de uma colina às margens do Rio Paraíba. É uma das construções coloniais mais antigas no Estado.

Para alcançá-la é necessário subir 81 degraus. Mas tem também a opção de subir de carro e deixa-lo no estacionamento gratuito atrás dela!

Horário de funcionamento: Seg a sex das 8 às 18h; sab e dom das 7 às 17h.

Centro

Vá com um sapato confortável e leve um garrafinha de água.

Nesse ponto o ideal é estacionar seu carro e explorar tudo a pé. As atrações são bem próximas umas das outras!

– Pátio dos Ferroviários e Estação Ferroviária de Guararema-SP

A estação funcionou entre 1876 e 1970, abriga atualmente um centro cultural onde é possível aprender um pouco sobre a história da cidade e da ferrovia.

O passeio de Maria Fumaça “Trem de Guararema” foi inaugurado em 16 de outubro de 2015 pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária). É composta de três vagões de madeira, fabricados na Inglaterra entre 1896 e 1937, tracionados por uma locomotiva a vapor, fabricada nos Estados Unidos em 1927, batizada como Maria Fumaça 353, a maior em atividade no país.

Existem duas opções de passeio, uma em vagão fechado e uma em um vagão “varanda”. A composição percorre 6,8 quilômetros (cada trecho), com duração total de duas horas. O passeio é composto pelo trajeto entre a estação central em Guararema-SP à Luís Carlos (30 min), parada na Vila Luis Carlos para visitação (1h) e retorno a Guararema (30 min).  Para consultar os valores atuais, visite o site oficial.

IMG_20191207_192846642

– Pontilhão

Localizado próximo à estação de trem, chama a atenção devido à sua arquitetura. De origem belga, feita em aço e montada pelos ingleses, a famosa estrutura foi inaugurada em 1910.

Existe uma passarela lateral para cruzá-lo, mas lógico que todo mundo quer tirar fotinho no meio dele. Cuidado que algumas tábuas estão quebradas e/ou ausentes. Para quem tem medo de altura como eu, será um grande desafio!

IMG_20191207_181259322_HDR

– Pau d’alho ou Recanto do Américo

É o cartão-postal da cidade. Lá encontramos a bicentenária árvore Pau d’Alho, com 33 metros de altura e 12 metros de diâmetro.

É ligado a duas ilhas por meio de pontes para pedestres que funcionam todos os dias, das 9h às 17h30. A praça pode ser visitada a qualquer momento.

– Parque de Lazer Professora Deoclésia de Almeida Mello, Centro Artesanal Dona Nenê, Passagem Dona Vitoria e Pátio Zé da Bala

O Parque, na verdade uma grande praça, é um espaço de convivência que abriga também o Centro Artesanal Dona Nenê, espaço de exposição e venda do artesanato guararemense.

Foi revitalizado e ampliado, ganhando a travessia Dona Victória, o ligando ao Pátio Zé da Bala e a Praça 9 de Julho. Nesse percurso há painéis com fotos antigas que retratam parte da história da cidade.

O Pátio Zé da Bala recebeu esse nome por causa de um farmacêutico que sempre distribuía balas às crianças. A passagem foi homenagem à sua esposa.

Horário de funcionamento do Centro Artesanal: Qua a Sex das 12 às 18h, Sab e Dom das 10 às 19h e feriados das 10 às 20h.

 – Praça Lydia Custódio Dominguez e Fonte Rio Paraíba do Sul

A praça localiza-se na entrada da Ilha Grande e possui uma fonte que homenageia o rio Paraíba do Sul, suas águas e sua fauna.

IMG_20191207_201833018

 – Ilha Grande

É uma ilha do Rio Paraíba do Sul localizada no centro da cidade. Lá você encontrará trilhas, playground, área para prática de exercícios físicos e jardins. A Ilha Grande conta também com o Núcleo de Educação Ambiental, o NEA, espaço destinado aos debates e aprendizado sobre preservação e respeito ao meio ambiente.

Horário de funcionamento: Todos os dias das 7 às 19h.

– Praça 9 de Julho e Igreja de São Benedito

A Igreja de São Benedito foi construída por volta de 1875, pela escrava Maria Florência como prova de fé e agradecimento. Ela recebeu como presente um quinhão de terras próximo a foz do ribeirão Guararema de sua sinhá Dona Laurinda Souza Leite.

Em 1954 a igrejinha foi demolida para dar origem à nova igreja Matriz de Guararema, posteriormente cercada pela praça.

IMG_20191207_200759403

– Calçadão do comércio e Praça do Coreto

Ligando a praça 9 de Julho à Praça do Coreto, o calçadão é o principal ponto comercial da cidade. É coberto por uma plataforma que permite a passagem de luz e durante a noite é iluminada por lindas luminárias.

Todo domingo na Praça Coronel Brasílio Fonseca ou Praça do Coreto, há programação musical. É lá também que encontramos a prefeitura e o centro de cultura de Guararema-SP.

 – Passarela Cassimiro Lemes da silva

Liga o centro da cidade ao bairro de Itaoca. Não deixe de passar por ela, rende boas fotos!

Portal Terra Guararemense

O portal conta a história da cidade através de painéis e esculturas que representam elementos da natureza, religiosidade e tradição da cidade.

IMG_20191207_154906760

Morro do Gerbásio ou Mirante Prefeito Gerbásio Marcelino

No alto de seus 80 metros de altitude, do famoso “Morro do Gerbásio” você terá uma vista de 360° de toda a cidade e da mata atlântica que a cerca.

Lá você encontra restaurantes, um lindo letreiro que traz em sua composição os elementos que compõem os atrativos históricos e culturais de Guararema-SP e também nove fontes interativas que apresentam um show de água e luzes em movimento quase todo dia. A água é toda reutilizada!

Ah! Também tem banheiros e estacionamento gratuitos!

Deixe para ir no fim da tarde, o pôr do sol é maravilhoso. No dia que fomos tava rolando música ao vivo em um dos restaurantes, deixando o clima ainda mais agradável.

Horário de funcionamento: Ter a Dom, feriados e pontes de feriados, das 7h às 23h.

Show de água e luzes: Ter e Qua das 19h às 22h; Qui e Sex das 12h às 16h e das 18h às 22h; Sab, Dom e Feriados: 9h às 12h; 13h às 15h; 16h às 18h; 19h às 22h.

IMG_20191207_184601416
IMG_20191207_185913173

Vila de Luís Carlos

Tudo começou em 1914 com a construção da Estação Ferroviária Luís Carlos pela Central do Brasil. A vila foi crescendo ao redor dela. Possui arquitetura simples e fachada tipicamente inspirada nas estações inglesas do século XIX.

IMG_20191207_135455059

Após anos de abandono com a desativação da estação, a Vila foi totalmente restaurada e revitalizada para receber o projeto turístico da Maria Fumaça em 2015, que liga o Centro de Guararema à Vila.

Atualmente, as simpáticas e coloridas casinhas, patrimônio cultural de Guararema-SP, foram transformadas em restaurantes, bares, lojas e centros culturais.

Não deixe de passar pela fofa Igreja de São Lourenço, construída em 1906 em homenagem a São Lourenço. No dia 10 de agosto é celebrada a festa em sua homenagem. E também pelo Empório Cultural Megandra, um mix de comércio de artesanatos, café e espaço para Yoga e meditação.

Como a maioria dos turistas são trazidos pela Maria Fumaça, boa parte do comércio da vila só funciona aos finais de semana e feriados, que são os dias de funcionamento do passeio de trem.

IMG_20191207_153416234_HDR

Barbara, por que vocês não fizeram o passeio de trem?

Dois motivos: Um deles o valor. Achei caro pelo que oferece.

Mas o principal foi poder curtir a vila sem um monte de gente e pelo tempo que quiséssemos.

Nós chegamos cerca de uma hora antes do trem. Visitamos todas as atrações, tiramos fotinhos, vimos a Maria fumaça chegando, que foi um dos pontos altos. Ainda pudemos sentar no Roça Chic, um café super charmoso com uma decoração super fofa e convidativa, para saborear uma deliciosa fatia de bolo caseiro e um café passado na hora (para mami somente, nós fomos de frapê!).

Também acho super válido almoçar por lá, caso inicie seu roteiro mais cedo que a gente. Vi alguns restaurantes com cardápios com opções e preços convidativos.

Me arrependo? Nem um pouco! Considere essa opção se estiver de carro.

Guararema Cidade Natal

Por cerca de 1 mês a cidade se transforma em Guararema Cidade Natal! Ruas, praças e parques são decoradas com árvores, sinos, flores, guirlandas, laços entre outros itens, todos feitos com material reciclado.

Segundo a Prefeitura, desde seu início em 2010, o Guararema Cidade Natal já reutilizou mais de seis milhões de garrafas PET que iriam para o lixo. As garrafas são arrecadadas nas escolas municipais, estaduais e particulares ao longo do ano, reforçando a consciência ecológica das crianças e adolescentes!

Há também uma ampla programação cultural com várias apresentações de grupos musicais, artistas de teatro e palhaçaria, além do Papai Noel que receberá as crianças no Fundo Social de Solidariedade.

Gente, vale muito a pena. Eu fiquei encantada com tudo que eu vi. Tudo de tão bom gosto e, o melhor, ecológico!

Não fizemos, mas você pode incluir no seu roteiro por Guararema SP

– Não comemos os típicos bolinhos caipiras feitos com farinha de milho amarela e linguiça. No Roça Chic tinha, mas a gente tinha almoçado há pouco…

– Parque Municipal da Pedra Montada

É um passeio em meio à natureza com boa infraestrutura. É lá que está a Pedra Montada, uma escultura natural em que 2 pedras gigantes, cada uma medindo cerca de 9m de comprimento por 2,5m de altura, ficam sobrepostas.

Você pode também fazer uma caminhada de grau moderado até a Pedra do Tubarão, outra escultura natural com a forma de um tubarão.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 8h às 20h.

Melhor Não Fazer em Guararema SP – Cachoeira do Putim

A cachoeira fica a 8 km do centro da cidade e possui pedras que formam escorregadores naturais.

Decidi não visitar porque li relatos de que o local não era muito limpo e de casos de furto dos pertences deixados no interior dos carros estacionados próximos ao acesso à cachoeira.

Nesse mapinha tem todas as atrações principais da cidade e também algumas sugestões de lugares para almoçar e tomar um lanche da manhã/tarde.

Quer mais opções de bate e volta? Que tal conhecer o centro histórico de Santos? Ou quem sabe passar uma tarde numa vinícola em Jundiaí??

Blogagem Coletiva

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva com o tema “Bate e Volta”. Veja o que os outros blogs participantes escreveram:

23 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: